Em 1998 vim para meu período de doutorado na Holanda e fui recebido por Peter Zuurbier, que liderava o Management Studies Group, da Universidade de Wageningen. Prof. Zuurbier foi meu orientador e se tornou nosso amigo. Depois, foi o primeiro professor visitante internacional da FEARP/USP, ficando conosco por seis meses em 2005, graças a este contato.

Tive muita sorte de ter a orientação permanente do Peter, um clássico do agronegócio mundial. Cara moderno até hoje.

Esta foto acima é do jantar que ele nos ofereceu em sua casa na chegada à Holanda, e a foto abaixo é de hoje, 20 anos depois. Tentamos repetir. Na primeira o filho dele está em frente à esposa, Josje Saarloos Zuurbier. Mas ficou bem parecida. Muita emoção. Hoje, Peter, aos 66 anos, está aposentado e sonha em terminar a construção de sua nova casa, no litoral holandês, onde pretende viver seus próximos 30 anos curtindo a vida. Que dia inesquecível com eles. Agradeço a Deus por estes momentos.

WhatsApp-Image-2018-07-14-at-04.52.43-300x300 20 anos de Doutorado

Há 20 anos Camila Santarosa Fava Neves dava todo o suporte para em Wageningen, Holanda, eu escrever minha tese de doutorado, no tradicional Lewenborch. Hoje repetimos a foto!

Casal-300x144 20 anos de Doutorado

Tive a sorte de ter acadêmicos como orientadores, e falei destes poucos aqui nesta semana, mas também tive empresários orientadores. Um é holandês, que em 1999 me procurou na FEARP/USP, pois tinha acabado de chegar e assumir a presidência da Lagoa da Serra, empresa de inseminação artificial comprada por eles. Encontrou um professor recém chegado de seu doutorado, juntamente da Holanda. Bateu na sala e… reclamou de tudo na empresa. Eu disse que eles precisavam de um plano estratégico, e poderíamos ajudar. O projeto foi aprovado. Montamos o plano no segundo semestre de 1999, implementamos de 2000 em diante, acabei fazendo parte depois do Conselho e trabalhei com ele e com a empresa até 2010, quando ele voltou à Holanda. Simplesmente 10 anos de trabalho conjunto. Foi meu primeiro plano estratégico, e motivou a escrever este livro, que mais de 20 mil pessoas têm no Brasil, e sua versão em inglês, que outros tantos têm pelo mundo. Hoje tive o privilégio de, praticamente 20 anos depois, passar boa parte do dia com ele, e saborear um jantar maravilhoso em sua casa de S’Hertogenbosch, feito pela esposa Catharina. Mais um momento que jamais será esquecido. Parabéns Guus Laeven, uma pessoa de primeira.

WhatsApp-Image-2018-07-14-at-04.52.44-3-300x297 20 anos de Doutorado